Rede Colombo começa venda de eletrodomésticos com subsídio da Celesc

Diário Catarinense / 31.10.12

Até as 14h, a rede contabilizava mais de mil operações de venda

Desconto vale para produtos como geladeiras e condicionadores de ar

Foto: Fernando Willadino,divulgação

As 45 filiais da Lojas Colombo em Santa Catarina iniciaram nesta quarta-feira, dia 31, a venda de eletrodomésticos de baixo consumo de energia com desconto de 50%. A iniciativa faz parte do programa Bônus Eificiente, da Celesc, do qual a Colombo foi a vencedora da licitação.

Até as 14h, a rede já contabilizava mais de mil operações de venda, lideradas por refrigeradores, seguidas de condicionadores de ar e freezers. Diversas filiais da Colombo abriram suas portas com fila de clientes em busca dos produtos novos com descontos. Este foi o caso de lojas de cidades como Florianópolis, Joinville, Criciúma, Camboriú e Concórdia.

O programa Bônus Eificiente permite a compra do produto novo com desconto mediante a entrega de aparelho similar, com mais de cinco anos de uso e que não possua o selo Procel. A certificação Procel garante que o produto é eficiente em termos de menor consumo de energia.

Na hora da compra é preciso ter uma fatura recente de energia e os dados do aparelho a ser substituído. Para comprovar que o equipamento se enquadra nos critérios é necessário informações como marca ou modelo, ano da fabricação, volume (no caso de geladeiras e freezers) e capacidade em BTUs, no caso dos condicionadores de ar. Os aparelhos antigos devem estar funcionando.

A Colombo assumiu a responsabilidade de contratar uma empresa especializada para o descarte dos equipamentos usados, de acordo com as regras da Lei de Resíduos Sólidos. No total, serão vendidos 35 mil eletrodomésticos em Santa Catarina — sendo 13 mil condicionadores de ar e 22 mil refrigeradores e freezers. O montante total aplicado pela Celesc será de R$ 20,7 milhões. O restante será pago pelo cliente, que poderá negociar o saldo conforme as condições estabelecidas pela loja. A expectativa é que as vendas dos eletrodomésticos alcancem os R$ 17 milhões.

Perfil do consumidor:

• Quem tiver a média de consumo fora dos padrões

• Eletrodoméstico acima de cinco anos de uso

• Geladeira ou condicionador de ar sem o selo Procel

Como fazer:

O consumidor deve ir até uma loja da rede Colombo.

Se atender ao perfil exigido, o desconto é concedido automaticamente no novo eletrodoméstico (o valor do desconto será pago pela Celesc).

O produto adquirido é entregue em casa pela loja, que recolherá o antigo.

Quem for beneficiado deverá fazer uma doação para a Federação das Apaes de SC. O aparelho passará por uma avaliação de mercado, feita na rede varejista. Se ficar abaixo de R$ 1 mil, o consumidor deve repassar R$ 30; caso fique acima de

R$ 1 mil, a doação sobe para R$ 50.

O consumidor deverá, ainda, trocar cinco lâmpadas comuns (tipo incandescente) por lâmpadas fluorescentes.

DIÁRIO CATARINENSE

Compartilhar

    Tags: